Cluster Raspberry Pi

Objetivo deste post é comentar um pouco sobre a minha recente experiência com um cluster de raspberry pi que montei aqui em casa no ano de 2020, ano de pandemia de covid-19 e também um ano bastante atípico para muitos. Montar o cluster foi um desafio enorme, o comercio no país atravessava momentos de restrições de funcionamento e falta de matéria prima e boa parte das peças do cluster foram compradas sob medida.

A motivação inicial para montar o cluster foi ter novamente hardware suficiente para estudar. Por muito tempo o ambiente de estudos aqui em casa foi um virtualbox instalado no meu macbook. Tenho inclusive boas recordações de estudar vagrant para montar as VMs. Infelizmente fui assaltado e meu hardware passou a ser um raspberryPI3 e um laptop corporativo da empresa na qual trabalho.

A ideia do cluster nasceu na sequência de quando eu decidi comprar mais raspberry, inclusive não posso negar que enquanto analisava os preços e condições, não resisti, comprei o rasp4 com 4GB de RAM :) Para encurtar a historia, percebi que deixar os raspberrypi trabalhando de forma isolada não era tão interessante e gerenciar as placas estava consumindo um tempo que eu poderia dedicar para outra coisa. Foi assim que nasceu a ideia de montar o cluster.

Lembro que procurei por algumas semanas uma case para os rasps que fosse pronta entrega aqui no Brasil, mas infelizmente não encontrei. Foi assim então que comecei a estudar as medidas do raspberrypi para eu mesmo construir a minha case! Ficou interessado? Veja esse link aqui. Nele você encontra todas as medidas necessárias para construir uma case, as informações estão em formato pdf ou dxf e o site possui medidas de todos os modelos. 

Fiz um rascunho e na sequencia comecei a procurar o material necessário, encontrei na FERSTEFANOUSINAGEM espaçadores de 2,5mm com 8cm de altura. Encontrei placas de acrílico de 3mm no tamanho de 8x10cm com abertura de 2x2cm no meio para cooler na MATRIZ DISPLAYS. Os coolers iniciais vieram em um kit quando comprei as placas.

Ainda nos primeiros dias quando tudo estava montado e testado, percebi que era insuportável permanecer no mesmo cômodo que o cluster por mais de 30minutos. O barulho que os dois coolers produziam incomodavam demais. No kit vieram alguns dissipadores de calor que eu não instalei, pois bem, fiz e removi os coolers da case. Deu errado logo na primeira semana e o hardware aqueceu ao ponto de desligar. Não restava outra alternativa, precisava de cooler maior, mais silencioso e também de novas placas de acrílico para comportar tudo isso. Certo, o acrílico encontrei na EFRAIM e o cooler de 80mm, acredite, infinitamente mais silencioso que os antigos de 20mm encontrei na AUDIOTEL10.


Primeira vez que tudo ganhou visual de cluster

 

Diferente da foto acima, a próxima foto foi tirada exclusivamente para esta postagem. Perceba o acrílico maior, o cooler maior, veja também um leve acabamento no suporte de plástico para encostar tudo na minha mesa de vidro. Hoje em dia também estou utilizando cabo de rede gigabit aqui no cluster. Vou deixar para um outro post as informações sobre como eu utilizo e gerencio esse recurso computacional, ok?


Case atual, foto tirada recentemente

Postagens mais visitadas deste blog

Cartão de Visita com Inkscape

Fluentd + Elasticsearch + Kibana

Esqueceu a senha do MySQL ?